Parceiro

Type Here to Get Search Results !

Em discurso na ONU, Bolsonaro volta a defender 'tratamento precoce

0
Em discurso na ONU, Bolsonaro volta a defender 'tratamento precoce

Usando tom radical, presidente chegou a dizer, durante 12 minutos de discurso, que o país estava 'à beira do socialismo' e contrariou às expectativas de que falaria em tom moderado.

Mantendo as tradições da Assembleia-Geral da ONU, o presidente Jair Bolsonaro fez o discurso que abre o evento nesta terça-feira, 21, em Nova York, nos Estados Unidos. Diferentemente do discurso moderado que muitos esperavam, por conta dos últimos acontecimentos, o mandatário afirmou que antes do seu governo o Brasil estava "à beira do socialismo" e voltou a defender o chamado tratamento precoce, comprovadamente ineficaz, diante dos 193 Estados que participam do evento.
Logo de início, o chefe do Executivo afirmou que mostraria em sua fala um Brasil diferente do que é mostrado pela mídia. "É uma honra abrir novamente a assembleia geral da ONU, vim mostrar um Brasil diferente daquilo publicado em jornais ou visto em televisões. O Brasil mudou e muito depois que assumimos o governo em janeiro de 2019. Estamos há dois anos e oito meses sem qualquer caso concreto de corrupção. O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo. Isso é muito, é uma sólida base se levarmos em conta que estávamos à beira do socialismo", disse. 
Já sobre a pandemia de covid-19, Bolsonaro lamentou as vidas perdidas e voltou a defender o tratamento precoce, que já teve sua ineficácia comprovada. Na ocasião, o presidente disse que não entende "por que muitos países se posicionaram contra o tratamento inicial" e afirmou, ainda, que o país concedeu um auxílio emergencial de 800 dólares aos mais necessitados, o que seria equivalente a cerca de R$ 4.240, pela cotação atual do câmbio:
Um blog com notícias selecionadas para você

Postar um comentário

0 Comentários

Top Post Ad

Below Post Ad