Parceiro

Type Here to Get Search Results !

Programa oferece até 20% de desconto na conta de luz

0

Programa  oferece até 20% de desconto na conta de luz

Diante de um cenário de inseguranças econômicas, especialistas explicam que há maneiras de aproveitar o desconto

Brasileiros entraram em estado de alerta depois que foi criado o patamar da "bandeira de escassez hídrica", que teve um aumento de 49,63% em relação a bandeira anterior, vermelha patamar 2. O aumento assustou ainda mais os consumidores, que já convivem com enormes despesas de alimentos, transporte e a própria conta de luz. Para incentivar a diminuição dos gastos de energia, o governo anunciou o Programa de Incentivo à Redução Voluntária do Consumo de Energia Elétrica, que propõe reduzir entre 10% a 20% o valor da conta. Para tentar fazer com que o bolso dos consumidores não pese ainda mais, especialistas apresentam maneiras de aproveitar esse bônus.

Diante de um cenário de inseguranças econômicas, especialistas alertam que há maneiras de reduzir esse impacto na conta de luz. Felipe Nogueira, especialista em finanças e economia doméstica, diz que a economia de energia é fundamental, tendo em vista que os custos mensais estão altíssimos. “Ao analisarmos os custos mensais com toda tendência de alta na energia, conseguimos perceber que economia de energia é fundamental”, afirma o especialista.

O especialista informa que um dos principais vilões do consumo de energia é o chuveiro elétrico. “Para expressar os aumentos, podemos perceber que o chuveiro elétrico na potência máxima durante dez minutos custa R$ 28,93 por mês por pessoa. O cálculo leva em consideração um chuveiro de 5.400 watts na chave inverno, com sua potência máxima. Então deve considerar que cada banho de 10 min faz uma diferença significativa no final do mês”, disse.

Marlon Glaciano, especialista em finanças, explica que, para aproveitar o benefício não há segredo, basta ter atenção nos pequenos detalhes. “Tenha atenção aos pequenos detalhes do dia a dia como banhos demorados, luzes acesas mesmo quando não necessário, ventiladores ligados em cômodos vazios e principalmente utilização de máquinas de lavar e secar continuamente e dentro dos horários de pico, entre às 18h e 21h”, alertou o especialista.
Vale ressaltar que muitas empresas ainda mantêm o regime de home office, o que leva o trabalhador a pagar um valor mais caro na conta de luz. O trabalhador pode tentar negociar com o empregador, mas, caso não seja possível, Glaciano, indica formas de tentar reduzir o impacto.
“Substituir lâmpadas antigas por lâmpadas de LED, buscar um ambiente de trabalho claro e arejado e se possível com iluminação natural, desconectar ou desabilitar nos aparelhos eletrônicos a função stand-by, monitorar o carregamento de telefones e computadores evitando que fiquem na tomada além da necessidade”, informa.
Com a chegada do verão e o aumento da temperatura, os consumidores vão ter que reaprender sobre uso de ar-condicionado. O economista Gilberto Braga, alerta que o consumidor precisa aprender mudar seus hábitos. "Sugiro uma revisão do modo de uso do ar-condicionado, ligar somente na hora de dormir e não manter ligado o dia todo".
Programa
Com o objetivo de incentivar a economia de energia, o Ministério de Minas e Energia (MME) e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) visam um benefício para consumidores residenciais e pequenos negócios que economizarem de 10% a 20% do que gastam atualmente com energia. O desconto na conta é de R$ 50 a cada 100 kWh hora reduzidos.

O bônus está disponível para quem reduzir o consumo de energia em relação ao mesmo período de 2020 e a comparação será feita com base no somatório do consumo ao longo desses quatro meses. Com a bandeira de escassez hídrica, o consumidor passa a pagar R$14,20 extras a cada 100 quilowatts-hora consumidos. Esta cobrança irá até 30 de Abril de 2022 e o ponto mais importante deste ajuste, se dá ao fato do aumento ser calculado a cada 100 kWh consumidos e não sobre o valor total da conta.
A Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), o MME e a Aneel, desenvolveram um site que incentiva a mudança de hábitos para reduzir o consumo de energia. O Consumo Consciente Já, traz diversas dicas para ajudar a aproveitar o bônus. A página está associada a campanha de consumo consciente de eletricidade. Para conferir, basta acessar o link: https://www.consumoconscienteja.com.br/

Confira outras dicas para economia

- Pesquisas apontam que o uso em excesso ou diário de benjamins e extensões aumentam o custo de energia.

- Apagar a luz dos cômodos é fundamental, porém da área externa da casa como jardins e garagem geram uma boa economia.

- Vazamento de água são os grandes vilões para o uso excessivo de água, então fazer manutenção dos encanamento é necessário, e economiza para as pessoas que utilizam bombas para colocação de água em caixas ou cisterna.

- Também pense sempre na utilização da água da máquina para lavar o quintal, molhar plantas ou lavar o carro.

- Evitar deixar a geladeira com a porta aberta por muito tempo.

- Controle do uso do ferro elétrico.

- Corte o hábito de dormir com a televisão ligada.

- Mantenha a geladeira limpa e com produtos necessários. Quanto mais produto, maior o trabalho para ela manter a temperatura ideal.


Um blog com notícias selecionadas para você

Postar um comentário

0 Comentários

Top Post Ad

Below Post Ad