Mãe da menina que tocou homem nu emudece diante de senadores

Mãe da menina que tocou homem nu emudece diante de senadores

Mãe da menina que tocou homem nu emudece diante de senadores


A mãe da garota que incentivou a pequena filha a tocar no corpo do coreografo Wagner Schwartz, completamente nu, durante uma pseudo-performance artística no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM), teve a chance de se explicar durante uma audiência realizada no Ministério Público de São Paulo, com as presenças dos senadores Magno Malta e José Medeiros.

Não o fez. A militante petista Elizabete Finger, covardemente, permaneceu calada.

Aliás, o máximo que a mulher conseguiu dizer foi a frase: ‘Eu vou permanecer calada’.

Elizabete também é coreógrafa e viaja o mundo desenvolvendo trabalhos que, segundo ela própria descreve, ‘perseguem uma lógica de sensações e se ocupam de um erotismo da matéria: um corpo-matéria que se funde, colide, atravessa outras matérias’.

Segundo informações, em razão de seus trabalhos, a coreógrafa não tem contato frequente com a filha.

Entretanto, infelizmente, nesse último encontro conseguiu achar uma maneira de marcar negativamente toda a vida da criança.

Abaixo, veja o vídeo:


0 Response to "Mãe da menina que tocou homem nu emudece diante de senadores"

Postar um comentário

Deixe sua opinião


Amazon

Iklan Tengah Artikel 1

Iklan Tengah Artikel 2

Iklan Bawah Artikel 600