.
Type Here to Get Search Results !

Witzel reage a guerra com PSL

0
Witzel reage a guerra com PSL
Depois de ser acusado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de tornar sua vida um "inferno", e ter o nome vaiado na convenção da Aliança Pelo Brasil, o governador Wilson Witzel (PSC) deu o troco nos deputados que devem migrar para o futuro partido do clã mais poderoso da política.
No Diário Oficial desta sexta-feira (22), a Casa Civil pede o retorno de 15 servidores cedidos à Assembleia Legislativa — coincidentemente, trabalhando com os deputados que já anunciaram a intenção de abandonar o PSL.
Com exceção de uma servidora da Secretaria de Educação, todos os outros convocados atuam na área de segurança, e voltarão a estar a serviço das polícias civil e militar e da Secretaria de Administração Penitenciária.
Ou seja, além de perder assessores, os bolsonaristas também vão ficar sem escolta.
O gabinete que vai ficar mais vazio é o de Márcio Gualberto, que terá que devolver cinco servidores. Anderson Moraes e Doutor Serginho vão perder quatro, respectivamente. Também estão na lista Alana Passos e Filippe Poubel, com um cada.
O outro lado também já mostra as suas armas: o líder do PSL quer destituir Rodrigo Amorim e Alexandre Knoploch de todas as comissões das quais participam. E Filippe Poubel mandou indiretas para os "políticos sem caráter".


Um blog sobre: Política, empregos, economia e diversão

Postar um comentário

0 Comentários

Top Post Ad

Below Post Ad