loading...
Coronavoucher

Coronavoucher

Site e aplicativo para solicitação do benefício foram lançados nesta terça (7) pelo governo federal


A Caixa Econômica Federal lançou, nesta terça-feira (7), o site e o aplicativo por meio dos quais autônomos e trabalhadores informais poderão se cadastrar para receber o auxílio emergencial no valor de R$ 600 - R$ 1200, no caso de mães responsáveis pelo sustento da família
O site para solicitação do benefício, que será pago por três meses, é: https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio

O app CAIXA - Auxilio Emergencial, por sua vez, está disponível para celulares equipados com os sistemas Android IOS (da Apple).  O download pode ser feito tanto na App Store, quanto na Play Store.

O aplicativo pode ser baixado mesmo se a pessoa não tiver créditos no celular - possibilidade que, segundo o Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, foi garantida graças a um acordo do governo federal com as operadoras.

Dúvidas e esclarecimentos serão sanadas por meio do telefone 111. A ligação é gratuita.

Pessoas sem acesso à internet ou smartphone poderão fazer o realizar o cadastros nas agências da Caixa ou em casas lotéricas.

Clique aqui para encontrar o banco ou lotérica mais próxima do seu endereço.

Quem tem direito a receber

O benefício está disponível a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e pessoas sem emprego fixo, que não estejam recebendo seguro-desemprego ou pensões previdenciárias. Ou seja:

  • Autônomos e informais que estão no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico)
  • Autônomos e informais que não estão no CadÚnico
  • Beneficiários do Bolsa Família também estão incluídos no programa
Quem não sabe se está registrado no CadÚnico deve fazer a consulta por meio do site:  meucadunico.cidadania.gov.br/meu_cadunico




Estou no CadÚnico

Quem está nesse cadastro pode dispensar o aplicativo lançado pelo governo. O auxílio será creditado automaticamente na conta usada para receber o benefício.

Quem recebe o Bolsa Família, aliás, não acumula os dois benefícios. Ficará, por três meses, com o valor que for maior.

Não estou no CadÚnico

Nesse caso, é necessário fazer a autodeclaração no aplicativo ou no site do auxílio emergencial.






  • No portal ou no app, clique em "Realize sua solicitação" 
  • Informe seus dados pessoais, como nome e CPF e envie o pedido
  • O sistema fará uma análise das informações forneceidas e, em seguida, informará se o solicitante tem ou não direito à renda emergencial.

Até duas pessoas da mesma família podem receber. A renda máxima do beneficiário deve ser de até R$ 522,50 por pessoa na família ou até R$ 3.135 por grupo familiar. Estão fora do programa cidadãos com renda tributável superior a R$ 28.559,70. 

Outras condições

  • ter mais de 18 anos de idade;
  • ter CPF válido

Cronograma de pagamentos

Primeira parcela

  • 9 de abril para os registrados no CadÚnico, que não recebem Bolsa Família e tem conta no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal
  • 14 de abril para os cadastrados no CadÚnico e quem não tem conta nesses bancos
  • 5 dias úteis após a inscrição para os trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial pelo site ou app
  • Últimos 10 dias úteis de abril para os beneficiários do Bolsa Família, de acordo com o calendário do programa

Segunda parcela

  • 27 a 30 de abril para quem está no Cadastro Único e não recebe Bolsa Família, além de trabalhadores informais aceitos no  programa de auxílio emergencial
  • Últimos 10 dias úteis de maio: beneficiários do Bolsa Família

Terceira parcela

  • 26 a 29 de maio: pessoas do Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial
  • últimos 10 dias úteis de maio: beneficiários do Bolsa Família, de acordo com calendário regular do programa

Como receber

Em coletiva realizada na manhã desta terça-feira (7), o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, explicou que os pgamentos serão  feitos via depósito bancário. A Caixa vai disponibilizar contas digitais gratuitas a pessoas que não movimentam valores em bancos - pelo menos 30 milhões de brasileiros.

Segundo o dirigente, além e permitir o saque do auxílio emergencial, a conta vai possibilitar que os beneficiários façam pagamentos de boletos e transferências gratuitas.


Um blog sobre: Política, empregos e economia

0 Response to "Coronavoucher"

Postar um comentário

Deixe sua opinião


Iklan Atas Artikel

Iklan Tengah Artikel 1

loading...

Iklan Tengah Artikel 2

loading...

Iklan Bawah Artikel 600