Trajano de Moraes um combate perfeito ao Covid-19

Trajano de Moraes um combate perfeito ao Covid-19

Trajano de Moraes um combate perfeito ao Covid-19
Barreira Sanitária em Trajano de Moraes
Foto: Arquivo – ASCOM Trajano de Moraes – RJ

Sem óbitos, Trajano de Moraes (RJ) distribuiu máscaras, fez barreiras sanitárias e rastreia o vírus com testes.

Trajano de Moraes, município da região serrana do Rio a 250 km da capital, não registrou mortes por covid-19, teve apenas dois pacientes hospitalizados e levou mais de dois meses para confirmar um caso da doença.

O primeiro morador com o vírus teve o diagnóstico confirmado em 29 de maio —quase três meses após a chegada da doença no país— e virou notícia porque até então Trajano era a única cidade de todo o estado livre da covid.

Vamos entender como o município conseguiu domar o avanço da pandemia, que já matou mais de 14 mil pessoas só no RJ (2º estado com mais mortes) e mais de 100 mil pessoas no Brasil.

Até quinta-feira (6), a cidade havia registrado 69 infectados. Apenas 11 pessoas ainda estão com a doença e são monitoradas de perto por agentes de saúde, que rastrearam os grupos de convivência para que sejam adotadas medidas de isolamento social. E, assim, travar a propagação do vírus.

Para impedir o avanço da doença, a cidade de pouco mais de 10 mil habitantes agiu rápido.

Em 16 de março, começo da pandemia, Trajano adotou por mais de quatro meses barreiras sanitárias permanentes nas quatro principais vias de acesso —à época, o presidente Jair Bolsonaro ainda dizia que poderia estar havendo um "superdimensionamento" do problema.

Veículos de outras cidades foram então proibidos de entrar e quem vinha de fora era orientado a não desembarcar.

O comércio fechou poucos dias depois, antes mesmo da adoção da medida pela capital, e foi distribuído um total de máscaras quatro vezes maior do que o número de habitantes. "Foi melhor errar por excesso do que por omissão", diz o prefeito Rodrigo Viana.

Para o epidemiologista Diego Ricardo Xavier, pesquisador da Fiocruz, o "pulo do gato" em Trajano foi o investimento para rastrear a doença com testes PCR, seguido da identificação de focos e isolamento.


Na linha de frente, secretário monitora infectados por WhatsApp


Trajano de Moraes um combate perfeito ao Covid-19Um gabinete de crise, que coordena ações de secretarias e Defesa Civil, passou a concentrar as medidas de combate à covid-19.
O próprio secretário do gabinete, Saulo Pacheco (foto), atua na linha de frente em parceria com um técnico de enfermagem.
Eles fazem testagens na população e monitoram diariamente os casos de infectados pelo WhatsApp ou em contato com o centro de triagem, unidade de saúde que há dois meses atende pacientes com sintomas compatíveis à covid-19.
O histórico da entrada do vírus na cidade está na ponta da língua dos profissionais de saúde.
Houve um casal de Nova Friburgo (RJ) que decidiu cumprir quarentena em um sítio na cidade. Em seguida, surgiu o primeiro caso de contaminação: um morador que trabalhava em uma cidade vizinha ficou em isolamento em casa. E houve ainda o caso de um visitante que contaminou uma família com 30 pessoas.

Leia também: 
Ecoturismo uma proposta para Macaé
Bares e Restaurantes podem abrir até mais tarde em Búzios


Um blog sobre: Política, empregos , economia e famosos

0 Response to "Trajano de Moraes um combate perfeito ao Covid-19"

Postar um comentário

Deixe sua opinião


Amazon

Iklan Tengah Artikel 1

Iklan Tengah Artikel 2

Iklan Bawah Artikel 600