Crivella já cumpre prisão domiciliar

Crivella já cumpre prisão domiciliar


Por determinação da Justiça, residência do prefeito afastado, na Barra da Tijuca, não terá telefones, tablets e nem internet
O prefeito afastado Marcelo Crivella deixa Benfica e vai cumprir prisão domiciliar usando tornozeleira eletrônica - Reprodução/GloboNews
O prefeito afastado Marcelo Crivella deixa Benfica e vai cumprir prisão domiciliar usando tornozeleira eletrônica
O prefeito afastado do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), deixou o presídio de Benfica, na Zona Norte, com tornozeleira eletrônica, nesta quarta-feira, por volta das 19h20, para cumprir prisão domiciliar, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste. Na saída, não falou com a imprensa. Crivella chegou em casa por volta das 20h04.
Na noite desta terça-feira, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro Humberto Martins, decidiu por medidas cautelares. A nove dias de deixar o cargo, ele foi preso acusado de chefiar o "QG da Propina" na prefeitura do Município. Foi Martins, inclusive, quem determinou no início desta noite que a saída do prefeito fosse cumprida imediatamente - o habeas corpus foi concedido na noite de ontem. 
Crivella foi preso em operação do MPRJ e da Polícia Civil, em um desdobramento da investigação do suposto "QG da Propina" na Prefeitura do Rio.
RESIDÊNCIA DE CRIVELLA SEM TELEFONES, TABLETS E INTERNET
Antes de Crivella ser solto, às 16h08, a desembargadora Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), Rosa Helena Pena Macedo Guita, determinou nesta quarta-feira, que fosse feita verificação e busca e apreensão na residência do denunciado.
"Retirando os terminais telefônicos fixos, computadores, tablets, laptops, aparelhos de telefone celular e smart tvs, de forma a dar fiel cumprimento à medida", diz um trecho do despacho. Na decisão, a magistrada prossegue as determinações: "Determino ainda seja oficiado às empresas de telefonia fixa e internet a fim de interromperem os respectivos sinais. Determino, por fim, seja providenciada a colocação de dispositivo de monitoramento eletrônico no paciente".
A decisão da desembargadora veio após o desembargador plantonista do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), Joaquim Domingos de Almeida Neto, decidir não expedir o alvará de soltura de Crivella. Em um despacho, o magistrado informou que não caberia a ele tomar providências e, sim, a relatora do processo, a desembargadora Rosa Helena Macedo.
Irritado com a demora, Martins entrou na história e determinou que a transferência de Crivella fosse cumprida imediatamente - emitindo, no próprio STJ, o alvará. O prefeito afastado segue para casa, em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.
AUDIÊNCIA VIRTUAL
Também nesta quarta-feira, a desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita realizou a audiência de custódia virtual do empresário Adenor Gonçalves e do ex-delegado de polícia José Fernando Moraes Alves. Com sintomas de Covid-19, eles não puderam ser apresentados no dia anterior, quando os demais investigados no caso, foram conduzidos ao Tribunal de Justiça do Rio para a audiência de custódia presencial após sua prisão.
De acordo com o Tribunal de Justiça, os dois estão internados no Hospital Hamilton Agostinho de Castro, no complexo de presídios de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, Adenor e Fernando Moraes foram levados até as salas de videoconferência do complexo e tiveram a companhia de seus advogados.
"Ao serem questionados pela magistrada sobre a regularidade durante o cumprimento dos mandados de prisão, os dois afirmaram que não houve excessos e que não sofreram violação a integridade física e psicológica. O empresário Adenor Gonçalves disse ter certeza de que ficará provada sua inocência no decorrer do processo. Já o ex-delegado Fernando Moraes afirmou não conhecer nenhuma das pessoas relacionadas na denúncia do Ministério Público estadual", afirma a nota.
Na noite desta terça-feira, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro Humberto Martins, decidiu por medidas cautelares. A nove dias de deixar o cargo, ele foi preso acusado de chefiar o "QG da Propina" na prefeitura do Município.
Crivella foi preso em operação do MPRJ e da Polícia Civil, em um desdobramento da investigação do suposto "QG da Propina" na Prefeitura do Rio.


Um blog com notícias selecionadas para você

0 Response to "Crivella já cumpre prisão domiciliar"

Postar um comentário

Deixe sua opinião


Amazon

Iklan Tengah Artikel 1

Iklan Tengah Artikel 2

Iklan Bawah Artikel 600