Parceiro

Type Here to Get Search Results !

Estado do Rio de Janeiro vive pior momento da pandemia e já responde por uma em cada três mortes por Covid

0

Estado do Rio de Janeiro vive pior momento da pandemia e já responde por uma em cada três mortes por Covid
Nova Friburgo


O casal, junto há quatro décadas, foi internado no mesmo dia com Covid-19, lado a lado, na mesma enfermaria. Mas o final da história deles foi muito diferente. A mulher, de 62 anos, foi para uma UTI e se recuperou, enquanto o marido, de 71, morreu à espera de um leito de terapia intensiva no dia 21 de março. O drama familiar se passou no Hospital Municipal Raul Sertã, em Nova Friburgo, uma das tantas cidades do interior do Rio colapsadas ou à beira do caos na terceira onda da pandemia, que já concentram um terço dos óbitos no estado.

Desde o início de março, os 73 municípios fora das regiões de saúde Metropolitana I e II registraram 33,7% (1.359) das mortes. Os dados da última sexta-feira mostram que os números superam os do auge da segunda onda, em dezembro do ano passado (21,8% do total ou 977 mortes), e da primeira até o fim de junho de 2020 (9,6% ou 1.365 vidas perdidas).

O peso do interior na letalidade mostra-se ainda mais trágico quando consideramos que, de acordo com o IBGE, esses municípios têm apenas 27% da população fluminense (4,6 milhões de habitantes). Outro recorte expõe a gravidade do momento: mesmo com as mortes ocorridas em março ainda sendo computadas, o mês já pode ser considerado o mais letal da pandemia em 23 cidades. Uma realidade que abrange desde de Petrópolis (121 óbitos), Volta Redonda (116), Macaé (68) e Rio das Ostras (59) até as pequenas Areal (11) e Cambuci (7).




Um blog com notícias selecionadas para você

Postar um comentário

0 Comentários

Top Post Ad

Below Post Ad