Parceiro

Type Here to Get Search Results !

Discussão sobre voto impresso pode acabar hoje

0
Discussão sobre  voto impresso pode acabar hoje

Batalha em torno do voto impresso pode terminar hoje
Vinte dos 34 integrantes da comissão especial do voto impresso na Câmara dos Deputados aprovaram uma autoconvocação do colegiado e podem derrubar hoje a proposta, uma das principais bandeiras do presidente Jair Bolsonaro.

O plano é enterrar a proposta antes do recesso parlamentar, que começa oficialmente no domingo. Os deputados pretendem votar — e derrotar — o projeto do deputado Filipe Barros (PSL-PR), que implementar o voto impresso. Assim, impediriam que o texto fosse submetido ao plenário.

O gesto é um ato de insubordinação ao comando bolsonarista da comissão e concretiza uma mobilização suprapartidária contra a proposta. Líderes de partidos trocaram integrantes do colegiado por parlamentares comprometidos em votar contra o projeto. Ao perceber que estavam em minoria, o presidente da comissão, Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), e o relator Barros, passaram a adiar a votação.

Reação: deputados a favor da proposta devem se retirar da sala da comissão para impedir que haja quórum para a votação e empurrar a análise para agosto. A ala contra o voto impresso diz que com 18 deputados já será possível derrubar o relatório.

Contexto: nas últimas semanas, Jair Bolsonaro acentuou a defesa do projeto e chegou a dizer que sem o voto impresso não haveria eleição em 2022. Bolsonaro ainda insultou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, que tem sido voz constante na defesa da lisura do sistema eletrônico. 

As declarações levaram o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, a chamar Bolsonaro para uma reunião em que pediu respeito aos limites constitucionais entre os Poderes.




Um blog com notícias selecionadas para você

Postar um comentário

0 Comentários

Top Post Ad

Below Post Ad