". Pamella Holanda agradece apoio após denunciar agressões de DJ Ivis

Parceiro

Type Here to Get Search Results !

Pamella Holanda agradece apoio após denunciar agressões de DJ Ivis

0
Pamella Holanda agradece apoio após denunciar agressões de DJ Ivis

Pamella denunciou o marido nesta semana, se tornando um dos assuntos mais comentados da web. 

Pamella Holanda, ex-esposa do DJ Ivis, que compartilhou imagens sendo agredida pelo então marido, agradeceu o apoio que recebeu após fazer as denúncias contra ele: “Obrigada a todos os artistas, atores, influenciadores, autoridades, veículos de comunicação, a Delegacia do Eusébio (CE), aos órgãos competentes, as autoridades, ao governador do meu estado, a todas as mães… enfim, meu muito OBRIGADA! 

Pelo apoio, suporte, ajuda, posicionamento, trabalho e empenho”, escreveu em parte de um post em suas redes sociais nesta terça-feira (13). 

Pamella Holanda agradece apoio após denunciar agressões de DJ Ivis
 Ela continuou: “Que TUDO ISSO encoraje elas a denunciarem a violência doméstica. E fica meu apelo novamente: que não seja só comigo, MAS COM TODAS que tomam a decisão revestida de coragem de denunciar seus agressores, a serem ouvidas, assistidas e que todas as medidas asseguradas a nós pela Lei Maria da Penha, uma cearense, diga-se de passagem, a quem dá o nome da Lei, sejam cumpridas, tomadas e respeitadas. 

Só assim esse cenário pode mudar no nosso país.” 

 Entenda o caso Pamella Holanda denunciou as agressões de DJ Ivis, na noite do último domingo (11). 

Ela postou fotos vídeos de uma câmera de segurança de dentro do apartamento sendo agredida por ele em Fortaleza. Pamella, que conheceu Ivis pelo Instagram em 2018, descobriu em fevereiro de 2020 que esperava o primeiro filho com ele. 

Os dois passaram, então, a morar juntos e as agressões começaram ainda durante a gestação. “A primeira vez que ele me agrediu foi quando eu estava grávida de cinco meses, ele me pegou pelo pescoço, veio me arrastando pelo corredor que tinha no apartamento até o sofá. Ele me jogou no sofá. 

Na cabeça dele, era como se eu fosse um problema, um fardo. Não podia chegar para ele e falar, ‘estou sentindo isso’. Estava em uma situação de não ter suporte dentro de casa. Ele vivia na linha tênue de explodir. A qualquer momento ele explodia”, relembrou.
 
Um blog com notícias selecionadas para você

Postar um comentário

0 Comentários

Top Post Ad

Below Post Ad