Parceiro

Type Here to Get Search Results !

Festival de Gramado com muita emoção

0
Festival de Gramado com muita emoção


"Carro Rei" é o melhor filme e leva 4 Kikitos; Glória Pires leva o prêmio de melhor atriz

O Festival de Gramado anunciou os vencedores de sua 49ª edição na noite desse sábado (21). A premiação foi transmitida diretamente da cidade gaúcha e teve apresentação das jornalistas e apresentadoras oficiais do evento, Marla Martins e Renata Boldrini. A banda local Jazz Cinnamon embalou a trilha musical com temas de filmes nacionais.

Festival de Gramado com muita emoção

Foi grande a emoção no momento “in memorian”, com o texto na voz de Lázaro Ramos, lembrando os nomes de Tarcísio Meira, Paulo José, Paulo Gustavo, Nicete Bruno, Eduardo Galvão e Artur Xexéo. Ao final, uma homenagem a todos os realizadores do audiovisual brasileiro foi em forma de clipe com imagens de bastidores e grandes cenas do cinema. “É preciso seguir em frente, esse tempo de trevas vai passar”, disse a voz do ator.

Macaque in the trees
Jules Elting em 'Carro Rei' (Foto: Foto: Edison Vara Pressphoto)

“Carro Rei” (PE), de Renata Pinheiro, foi o grande vencedor, conquistando melhor filme, melhor trilha musical, melhor direção de arte e melhor desenho de som. Um merecido Kikito para um filme inovador, imprevisível e inusitado que, além desses, tem um ponto alto na extraordinária interpretação de Matheus Nachtergaele. Navegando por vários gêneros (ficção científica, horror, fábula com viés político-ecológico), “Carro Rei” segue Zé Macaco (Nachtergaele), um mecânico que fica cúmplice de Uno (Luciano Pedro Jr.), seu sobrinho, que costuma conversar com o carro onde nasceu.
Após agradecer a todos que trabalharam no filme, a diretora agradeceu “por ter essa voz agora. Estamos passando por um momento difícil de destruição total do nosso setor que emprega tanta gente, que dá chance para tantos talentos brasileiros entenderem o que é comunicar, o que é criar uma expressão artística e o que é ser brasileiro”. No debate durante a semana, ela já havia dito que o filme é “sobre o quanto estamos nos transformando nesse ser humano tecnológico e quando podemos nos desumanizar neste processo”.

“Jesus Kid”, adaptação do livro de Lourenço Mutarelli, deu a Aly Muritiba o prêmio de melhor direção e melhor roteiro. O filme deu ainda a Leandro Daniel Colombo o Kikito de melhor ator coadjuvante. A melhor atriz coadjuvante foi Bianca Byington por “Homem Onça”.

Macaque in the trees
Martín Slipak em La teoría de los vidrios rotos (Foto: Foto: Edison Vara Pressphoto)

O prêmio de melhor ator foi para Nando Cunha, vivendo Mauro em “O Novelo”, de Claudia Pinheiro. “Foi como foi ter recebido um Oscar brasileiro, principalmente tendo como concorrentes Paulo Miklos e Matheus Nachtergaele”, disse o ator bastante comovido.
O Júri contemplou Nachtergaele com um Prêmio Especial por sua atuação em “Carro Rei”, “pela construção e domínio do personagem e pela brilhante capacidade de se reinventar”.
Glória Pires conquistou merecidamente o prêmio de melhor atriz em “A Suspeita” (RJ), de Pedro Peregrino, vivendo Lucia, uma comissária exemplar da Polícia Civil do Rio de Janeiro, que tem sua vida transformada quando sofre uma investigação e, ao mesmo tempo, descobre que está com Alzheimer.


Um blog com notícias selecionadas para você

Postar um comentário

0 Comentários

Top Post Ad

Below Post Ad