Parceiro

Type Here to Get Search Results !

Ilha de Ferro mostra a rotina numa plataforma de petróleo

0
Ilha de Ferro mostra a rotina numa plataforma de petróleo

Viver em dois mundos, cada um com desafios e emoções em alto grau para testar seus personagens. Em “Ilha de ferro”, série em cartaz na TV Globo e no aplicativo Globoplay, os autores Max Mallmann e Adriana Lunardi abordam os conflitos pessoais e profissionais de trabalhadores de uma plataforma de petróleo, a PLT-137.

Se a convivência diária em alto-mar é um teste para homens e mulheres, em terra não é muito diferente, com as relações conflituosas e intensas. Dirigido por Afonso Poyart, o elenco conta com Cauã Reymond, Sophie Charlotte, Maria Casadevall, Klebber Toledo, Jonathan Azevedo e Osmar Prado, entre outros nomes.

PRESENTE 

“Foi um projeto desafiador”, diz Cauã Reymond, que interpreta Dante, engenheiro especialista em produção. Aos 41 anos, o ator considera esse projeto um presente. “Já era fã do trabalho do Afonso Poyart, e sou fã das minhas parceiras principais, a Sophie Charlotte e a Maria Casadevall, duas atrizes incríveis.”

Personagem forte e rodeado por conflitos, Dante não tem muitos momentos para sorrisos, seja em alto-mar ou em terra firme. “Não penso muito nos meus personagens sorrindo ou não. Sorrio se faz sentido dentro da dramaturgia ou do que eles estão sentindo. Como o Dante estava sempre em situações-limite, ali não cabia muito humor”, explica.
Tais momentos podem ser vistos, por exemplo, quando Dante enfrenta o irmão e causa um grave acidente; quando chega à plataforma a engenheira Júlia (Maria Casadevall) para assumir o posto que deveria ser dele; e ainda quando os dois enfrentam uma terrível tempestade, paralelamente a problemas com um trabalhador, homem agressivo.

A trama de “Ilha de ferro” é carregada de fortes emoções. Dante é casado com Leona (Sophie Charlotte) – relação conflituosa que ganha ainda mais dramaticidade com a atração que Bruno (Klebber Toledo), irmão de Dante, sente por ela, formando um triângulo amoroso tenso e complexo.

Esse tipo de relação complicada não será a única na vida do personagem de Cauã. Na verdade, ele avisa, são dois triângulos. “Um é o Dante com a Leona, personagem da Sophie, e com o personagem do Klebber, que é irmão do Dante”, diz. “O outro é o encontro com a Júlia, personagem da Maria Casadevall.”
Tais momentos podem ser vistos, por exemplo, quando Dante enfrenta o irmão e causa um grave acidente; quando chega à plataforma a engenheira Júlia (Maria Casadevall) para assumir o posto que deveria ser dele; e ainda quando os dois enfrentam uma terrível tempestade, paralelamente a problemas com um trabalhador, homem agressivo.

A trama de “Ilha de ferro” é carregada de fortes emoções. Dante é casado com Leona (Sophie Charlotte) – relação conflituosa que ganha ainda mais dramaticidade com a atração que Bruno (Klebber Toledo), irmão de Dante, sente por ela, formando um triângulo amoroso tenso e complexo.

Esse tipo de relação complicada não será a única na vida do personagem de Cauã. Na verdade, ele avisa, são dois triângulos. “Um é o Dante com a Leona, personagem da Sophie, e com o personagem do Klebber, que é irmão do Dante”, diz. “O outro é o encontro com a Júlia, personagem da Maria Casadevall.”



Ilha de Ferro mostra a rotina numa plataforma de petróleo

Em terra, Cauã e Sophie Charlotte interpretam casal em crise
(foto: Globo/reprodução)
SEXO 

Essa ligação, claro, resulta em cenas de amor e sexo, que, para Cauã, “é sempre um lugar mais sensível, em que tudo tem de ser conversado”.
O ator compara as cenas da série com aquelas do filme “Piedade”, dirigido por Cláudio Assis, em cartaz nos cinemas. Sandro, personagem de Cauã, se relaciona com Aurélio, vivido por Matheus Nachtergaele. “Encaro da mesma forma tanto as cenas com a Sophie quanto as com a Maria e com o Matheus”, afirma.

Ele se sente incomodado quando surge a pergunta se a cena com Matheus teria sido mais difícil. “Independente do gênero, estou ali para fazer o meu trabalho da melhor maneira possível e entrar em comunhão com meu colega para entregar o melhor resultado. Toda cena tem de ser conversada e discutida, independente do parceiro ou parceira. Todas as minhas cenas fiz eu mesmo, nunca usei um dublê”, comenta.

Além dos envolvimentos pessoais, “Ilha de ferro” tem ação e suspense envolvendo os trabalhadores da PLT-137. A intensidade da trama e a conexão entre os personagens faz parte de uma história muito rica, diz Cauã Reymond.

“É claro que a questão geográfica, a distância e esse tempo todo que eles passam em alto-mar, sem poder voltar, é também personagem da série”, observa. “A distância que a geografia traz proporciona uma profundidade emocional para os personagens.”

Intenso e complexo, Dante exigiu bastante de Cauã, não só emocionalmente. “O nível de periculosidade de uma plataforma de petróleo é o mesmo de uma usina nuclear, então todos tivemos de fazer um curso e passar numa prova”, revela, contando que passou por preparação para assumir o papel. “Foi um trabalho muito intenso, desde o início, e muito prazeroso.”



Um blog com notícias selecionadas para você

Postar um comentário

0 Comentários

Top Post Ad

Below Post Ad